quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Moussaka - Uma Tragédia Grega em 4 camadas!

Durante as minhas pesquisas, eu acabei lendo em um blog alheio que a primeira moussaka a gente nunca esqueçe. Realmente, a minha foi um tanto quanto hilaria! Da palavra arabe Moussaka a receita tem mais nomes que fugitivo da K.G.B. na Guerra Fria! A receita tambem é conhecida como Moussakas na Grécia, Musaka na Eslovaquia, Musakka na Turquia, Rakott padlizsán na Hungria... Resumindo... É a Cortina de Ferro da gastronomia ocidental! A receita possue diversas variações, que vai desde a introdução de ovos, cenouras e cogumelos até variações tipicas dos Balcãs e Macedonia (perdoe os geografos de plantão, mas pra mim a Macedonia tinha se perdido em alguma aula de história... Nem lembrava dela...). Porem a receita foi divulgada ao mundo em 1920 pelo chef grego Nikolaos Tselementes, considerado por muitos (E por mim tambem! Uma receita dessas... só podia ser grego mesmo!). o grande escritor da culinaria grega. Até hoje, seu nome é considerado sinonimo de Livro de Receitas ou alguem que cozinha muito bem! Alem de ser um nome lindo pra se dar ao filho, hein?? TSELEMENTES MEU FILHO!! VEM JANTAR QUE A MOUSSAKA TA ESFRIANDO!!...Senhor me acuda...
Então, em um inicio de uma bela tarde de sabado, eu iria fazer uma receita grega... Cara... O POVINHO COMPLICADO!... Sério, eu rogo aos Deuses forças pra proxima receita grega! Não é uma receita dificil... Ela é trabalhosa... sabe... bem trabalhosa... então... Segue abaixo:

Ingredientes

400 gramas de carne moída (coxão mole, patinho ou carneiro)
1 cebola grande bem picada
1 dente de alho bem picado
500 gr de passata de tomate (Sabe aquele molho de tomate temperado?)
1 colher de chá de canela
1 caldo de carne (esse novo da Knorr)
1 colher de sopa de orégano
2 colher de suco de limão siciliano
4 berinjelas médias
Farinha para passar as berijelas
2 kg de batata cozidas e processadas (receita do purê)
500 gr de manteiga presidente

PARA O BECHAMEL

600 ml de leite
1/3 da xícara de chá de farinha de trigo
60 gramas de manteiga
1 folha de louro
Noz-moscada
Sal.

Parmesão para gratinar.

Preparo da Carne

Degole um carneiro vivo e ofereça seu sangue a Dionisio... Brincadeira!

Cubra o fundo de uma panela média com azeite e nele doure a cebola. Junte o alho e, assim que soltar perfume adicione a carne e misture bem, juntando uma colher de chá de sal e pimenta a gosto. Quando a carne mudar de cor, coloque a polpa de tomate e deixe ferver. Abaixe o fogo e cozinhe com a panela semi-tampada por cerca de uma hora, mexendo de vez em quando e adicionando o suco de limão, a canela e caldo de carne, junte uma xícara de água quente.

Quando o molho estiver pronto, a água terá evaporado e a gordura irá separar-se do molho. Acerte o sal, a pimenta, junte o orégano. Retire do fogo e reserve.

Dica do Rafa: Deixe a carne absorver bem o molho... Deixe reduzir bem.

Molho bechamel

Em uma panela média aqueça a manteiga. Assim que derreter, adicione a farinha e mexa por trinta segundos. Aos poucos e mexendo sempre, acrescente o leite e cozinhe em fogo baixo até engrossar (aproximadamente 10 minutos). Acerte o sal, retire do fogo e reserve.

Dica do Rafa 2: Evite de temperar o leite nesta receita com Tomilho, Garni e etc... A receita vai uma quantidade boa de especiarias... mas se você quiser... Seja feliz e manda ver! Só não esquece de tirar a folha do louro no final...

Corte a berinjela em fatias de 0,5 cm de espessura e passe na farinha de trigo.
Como fazer isso??? Mister M da a resposta... MISTER MANDOLINI!! Manda bala no mandolini que você tera laminas sulficientes para cobrir todo o fundo da assadeira!!

Dica do Rafa 3: Uso o protetor de mão do Mandolini... e em uma bacia separada, esprema um limão para que nossas lindas fatias de beringela não fiquem escuras.

Devidamente laminadas e passadas na farinha de trigo, cubra o fundo de uma frigideira grande com um pouco de azeite. Junte parte das fatias de berinjela e deixe que dourem de um lado; vire para que dourem do outro lado. Retire do fogo e reserve, repetindo a operação com as fatias restantes.

Montagem

Aqueça o forno a 220ºC. Monte a mussaká, começando com o pure de batata no fundo da assadeira, alternando camadas de molho de carne, berinjelas e béchamel, terminando com o béchamel. Nessa hora o molho tem que estar suave, a carne firme, o purê cremoso e as beringelas levementes crocantes... A ta, falow...

Polvilhe a superfície com o queijo ralado e leve ao forno por aproximadamente vinte minutos para aquecer e gratinar. Sirva quente ou morna.



Fica bom! Principalmente depois que esfria! Fica muito BOM! Mas assim... Eu levei umas 4 horas pra fazer a bichinha ficar pronta... No final, servimos agua fresca aromatizado com limões sicilianos que haviam sobrado.

É isso ai galerinha! Espero que vocês apreciem a receita.

Aqui é Rafael Botura dizendo: Que Zeus nos ajude! Por que sabado tem mais!!! Rsrsrsrs




2 comentários:

  1. Fernando de Oliveira8 de novembro de 2010 05:36

    Foommmeee!

    ResponderExcluir
  2. Fiz a receita, mas não quis matar o bichinho prá cozinhar e fazer oferenda do sangue....rsrsrsr. Muito bom. Adorei.

    ResponderExcluir